HISTÓRIA

MARTEL2



-Em 1888, Édouard Alfred Martel considerado o pai da espeleologia e fundador da primeira associação de espeleologia na França, realiza a travessia da Grote de Bramabiau, que pode ser comparada a um cânion. Em seguida as expedições de Lucien Briet (1889), Armand Janet (1893), F.Fournier (1900), Cazales Dubosq (1933), Robert de Joly (1936) e Paul Minvielle (1960) sucederam em diversas expedições e várias regiões: Gavarnie, Alto Aragon, Serra de Guara, Alpes Altos de Provance, Alpes Marítimos, Pais Vasco, etc.
Em 1963, é criada a Federação Francesa de Espeleologia (FFS) os espeleólogos seguem explorando cânions freneticamente. Durante os Anos setenta, Patrice de Bellefon descreve os 100 melhores cursos dos Períneos, essa é a primeira aparição da topografia. Os europeus: Alex Batllori, Jean-Paul Pontroué, Patrick Gimat, Enrique Salamero, Fernando Biarge entre outros, exploraram e mapearam dezenas de cânions nos Pirineus Franceses e Pirineus e Pré Pirineus Espanhóis.
-Em 1977 Pierre Minvielle publica o primeiro livro de topos com descrição de alguns cânions. Porém o topo guia de Paul Montroue com os “Cânions da Serra de Guara” que o canionismo como atividade fica conhecido pelo grande publico.
-Perto do final dos anos setenta, Espeleólogos Italianos começam entrar em cânions, a essa altura, já eram organizadas as primeiras atividades de canionismo, conduzidas por monitores de espeleologia e montanhistas, na Serra de Guara (Pirineus Espanhóis) e nos Alpes do Sul.O início da organização resulta na configuração de uma nova prática esportiva que se difundiu rapidamente por toda a França e Europa.
-1980 Espanha: abertura de vários cânions por Espeleólogos Aragoneses e Catalães.
-1980 Itália: Os Espeleólogos começam praticar canionismo em grande número.
-1986 França: é pedido o reconhecimento da modalidade de Descenso Cânions.
-1987 França – Saint Emilion: é criada a “Delegação de Espeleologia a Céu Aberto”.
-1988 França: alteração do nome para “Delegação Federal” e posteriormente para “Comissão de Cânion” abrindo a porta para os esportistas de outras federações. São estabelecidas estreitas colaborações das Federações Francesas de Canoagem e Caiaque, Montanha e Escalada – FFME.
-Final dos anos noventa acontecem muitas explorações de cânions na Espanha, lideradas por Salamero, Biarge, Larma, entre outros.
-1990 Espanha: primeiros topos em língua espanhola. A atividade se consolida, além dos espeleólogos, montanhistas aderem a pratica. Aparecem muitos grupos de exploração encabeçados por: Enrique Salamero,  Patrick Gilmat (França) e Eduardo G. Perez.
-1990 Itália: Montanhistas começam a praticar Canionismo.
-1991 França: é realizado o primeiro curso para formar Monitores de Canionismo.Publicação dos primeiros documentos técnicos e recomendações para a prática.
-1992 Espanha: EEE organiza na Serra de Guara um curso estadual para Monitores e Instrutores de Canionismo.
-1993 Espanha: Federação Aragonesa de Montanha cria um comitê de canionismo na sua estrutura.
-1994 França: aconteceram as primeiras jornadas técnicas denominadas: “Provas de acesso para curso de Instrutores Federais”.
-1995 França: lançada a primeira campanha de prevenção de acidentes.
-1996 Parque Nacional de Guadalupe é ministrado curso de formação em Canionismo para Guardas Parque. Nesse mesmo ano a Comissão de Cânions é batizada de Ecole Française de Canyon – EFC.
-1998 Itália: Fundada a Associação Italiana de Canionismo – AIC

-1999 França: publicado pela EFC o primeiro manual técnico de Canionismo.
-1999 Itália: Encontro da EFC com a AIC. Estabelecem cooperação e intercambio de técnicas e procedimentos.
-2000 Itália: Fundação da Escola Nacional de Canionismo – SNC. Instrutores da EFC escolhem os Instrutores Italianos para compor a base da Escola de Canionismo.
– 2000 em diante o esporte já ganha o mundo multiplicando o numero de esportistas, as técnicas são aperfeiçoadas, encontros regionais, locais e internacionais acontecem em várias regiões e países, é proposta a unificação mundial da simbologia, surgem organizações profissionais (ICAN – CIC – ICOPRO). O Canionismo ganha força, o numero de praticantes não para de crescer, equipamentos e técnicas específicas da atividade, intercâmbios, favorecimento da pratica através dos clubes, associações e federações.
-2014 Fundação IAAC Associação Internacional Esportiva. Composta por Pessoas Jurídicas (Associações e Federações). Países Fundadores: Alemanha, Bélgica, Brasil, Espanha, Estados Unidos, França, Grécia, Holanda, Japão e Portugal.

 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s