CARTA DE PRINCÍPIOS

Carta de Princípios do GBCAN

O GBCAN – Grupo Brasileiro de Canionismo – é uma entidade envolvida em disseminar a pratica do canionismo no Brasil e utiliza-se desse código no intuito de promover uma gestão transparente de suas atividades em relação à sociedade, a qual pertence, e seus associados. Desta forma, busca assegurar credibilidade, servindo também de referência para a prática da atividade segura com base nos Princípios Éticos esportivos.
Esta Carta aplica-se a diretoria, associados, parceiros e a todos que queiram firmar um vinculo, mesmo que por um período predeterminado, com o GBCAN.
Em se tratando de uma atividade praticada na natureza, deve-se seguir as condutas básicas de preservação, conservação e manutenção do meio ambiente.
Para as atividades de campo é conduta esperada:
• Seguir a trilha pré-traçada e evitando sair dela, pois assim não degradamos/ impactamos outras partes do ecossistema local;
• Evitar acender fogueiras e atingir com fogo o entorno, pois existem formas corretas de se fazer uma comida e aquecer-se, sem o perigo de propagar um incêndio pelo ambiente;
• Respeitar os moradores locais. Pedir permissão para entrar e atravessar propriedades particulares, bem como o respeito pela cultura e costumes locais;
• Respeitar a fauna e flora, tirando apenas fotos e levando boas lembranças do lugar;
• Dentro de um cânion seguir as normas de segurança individual e coletiva;
• Estar de posse dos epi’s (equipamentos individuais de proteção), e saber utilizá-los de forma correta e segura;
• Zelar pelos epc’s (equipamentos coletivos de proteção), e saber utilizá-los de forma correta e segura;
• Estar apto e seguro em realizar os procedimentos necessários para descer o cânion com base na preservação do entorno e segurança do grupo;
• Todo o lixo produzido durante a atividade será trazido de volta, bem como o lixo achado pelo caminho;
• Sempre avisar ao dono da pousada, camping, hotel ou equipe de apoio, a atividade que será realizada, informando o local e a estimativa de retorno. O resgate será acionado em caso de necessidade evidente ou caso ocorra algum imprevisto;
• Sempre avisar a equipe de apoio ou pessoas envolvidas no alerta da atividade sobre o retorno do grupo e o fim da atividade, evitando assim a movimentação de um resgate desnecessário;
• Manter organizado os equipamentos, verificando datas de validade e realizando a devida e necessária manutenção;
• Ter ciência e bom senso de seus limites físicos e equilíbrio psicológico em relação a atividade proposta. Doenças, tratamentos médicos, uso de medicamentos preventivos, contínuos ou qualquer outra situação que comprometa a sua performance e segurança devem ser comunicados ao Grupo, evitando consequências que possam colocar em você e/ou todo o grupo em risco;
• Para garantir a segurança no descenso em cânions brasileiros, aos quais os membros do GBCAN sejam integrantes ou expedicionários, deverão estes avaliar o estado de conservação da Ancoragem e de todo o conjunto, promovendo eventuais mudanças ou suplementações, que só serão realizadas caso haja risco eminente comprovado ou que fuja dos padrões internacionais adotados pelo GBCAN para a prática segura do canionismo;
• Ao adquirir um novo conhecimento, converse com a diretoria do GBCAN para realizar um workshop, palestra ou outro meio, para compartilhar o conhecimento e/ou técnica e dissemina-la para o grupo;
• Respeito mutuo e igualdade no tratamento, entre seus membros ou qualquer outro praticante, independente do Conhecimento técnico, experiência, grupo, escola, país e atividades que tenham relação com o canionismo.
Ao cânion:
• Respeitar o planejamento feito ao início da atividade;
• Nunca abandonar a dupla ou a equipe formada; Salvaguardando acontecimentos extraordinários e de risco avaliado;
• Evitar a realização de furos desnecessários na rocha, para transpor os obstáculos, porém zelar para ela total segurança individual e coletiva;
• Caso não esteja seguro em realizar algum tipo de procedimento técnico, avise a dupla correspondente ou a equipe, o ara que a decisão mais adequada seja aplicada;
• Se não estiver confortável com o sistema de ancoragem utilizado, pergunte a quem montou se você pode mudar o sistema e explique o por que;
• Respeite o ritmo do grupo;
• Em caso de emergência realize os procedimentos pré-estabelecidos, com calma, e verifique com o grupo o que fazer depois;
• Se o grupo tiver um líder, respeite suas decisões. O líder foi eleito por maioria, e sua escolha teve um por que previamente explicado, salvaguardado casos excepcionais ou de interesse de segurança do grupo;

 “Da natureza, nada se tira a não ser fotos, nada se deixa além de pegadas e nada se leva além de lembranças.”

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s